SURGIMENTO DE LIGAS ESTADUAIS FORTALECE O FUTSAL NO BRASIL

SURGIMENTO DE LIGAS ESTADUAIS FORTALECE O FUTSAL NO BRASIL

Foto de: Ascom LCF

Tudo começou em 2011, quando os principais clubes do Estado de São Paulo optaram pela independência organizacional das competições. Após ficarem vinculados a FPFS por mais de 45 anos, representantes destes mesmos clubes se reuniram e fundaram a LPF (Liga Paulista de Futsal).

Todo o processo teve o respaldo do então Presidente da FPFS, Dr. Ciro Fontão de Souza, que se mostrou entusiasta com o surgimento da primeira Liga Oficial da modalidade.  Laércio Graça, na ocasião Supervisor do S.C. Corinthians Paulista e Presidente do São Caetano Futsal, foi eleito Presidente da nova entidade cargo que ocupa até hoje, pois ao final de seu primeiro mandato não apareceram opositores à sua gestão, ou pretendentes ao cargo.

Aos poucos, LPF foi ganhando forma e simpatia dos torcedores e apreciadores da modalidade no cenário nacional, já que a competição desde sua nascença tem parceria com o canal SporTV. No ano 2015 aconteceu a primeira transmissão ao vivo pelo canal oficial da Liga Paulista  via Youtube, neste espaço de tempo a TVLPF já foi vista em mais de 130 países.

Toda a independência e sucesso, gerou interesse em outros Estados, onde muitos deles deram início ao procedimento para a criação de suas respectivas Ligas. Hoje a LPF é modelo de gestão e referência para novas Entidades. O processo de fundação destas ligas segue em ritmo acelerado em boa parte do Brasil, e a união das Ligas em todas as questões e o que mais cativa e aproxima seus Presidentes, que já estudam formato de competição entre elas, veja abaixo as Ligas já oficialmente constituídas:

Liga Mato-grossense de Futsal:

No Mato Grosso, a Liga Mato-grossense de Futsal foi fundada no dia 24 de abril de 2014. Jeferson Cristiano Grolli é o Presidente. Ao todo, participam da Liga Mato-grossense de Futsal 32 equipes (entre masculinas e femininas).

ADF Associação Diamatinense de Futsal – Mutuense Esporte Clube – Pato Futsal – Grêmio Fischer Futsal  – SAESP – Gradiadores Brasnorte Futsal – SM Tur Juina – DEC Diamantinense Esporte Clube – Misto Esporte Clube – Exata Esporte Clube – Mutum Futsal – CDF Clube Diamantinense Futsal – Itanhaguá Futsal – Top Fitness – El Shaday CNP Futsal – AFC Backes

FEMININO ADULTO

DEC – FAP – Rosário Futsal – Mixto Esporte Clube – Olímpia PV Futsal – Puma Futsal – Feras Futsal – Juina Futsal – Alcatéia Futsal – Ousadia Futsal.

Liga Catarinense de Futsal:

Em 24 de novembro de 2015, foi instituída a LCF (Liga Catarinense de Futsal). sob a Presidência de Jorge Roberto Soares Júnior. A competição conta com as participações de 19 clubes na categoria principal e 100 equipes nas categorias de base (do sub-8 ao sub-18).  A LCF 2018 conta com 18 equipes na categoria adulta masculina, confira:

ADAF Saudades – ADC/Curitibanos – AC Coração do Contestado – Lebon Régis ADC/Catanduvas – ADBF Bom Jesus do Oeste – Arsenal Dionísio Cerqueira – Maravilha Futsal

AAPF Palmitos – Gurany Futsal Xaxim – AGN Capinzal – Liga Futsal Caçador – Lages Futsal – Cruzeiro Futsal Joaçaba – Fraiburgo Futsal – Expresivo Futsal Xanxerê – Pinhalense Futsal – Seara Futsal – AEP Piratuba Futsal.

 FEMININO ADULTO

ACoff Concórdia – Seara Futsal – Futsal Irani – Futsal Xanxerê

 Liga Pernambucana de Futsal:

Fundada em 4 de maio de 2016, a Liga Pernambucana de Futsal tem como atual Presidente, o Sr. Franklin Vasconcelos Silva, e no momento conta com 20 equipes filiadas, as quais disputam a competição nos Módulos Prata e Ouro,  abaixo os clubes participantes:

Módulo Ouro:

1-AABB/Recife – 2-Chelsea Futsal – 3-Santa Cruz F.C – 4-Barca Futsal –   5-A.A Ponte Preta

6-Amovicar Futsal = 7-Colorado Futsal – 8-Recife Futsal – 9-A.D. São Paulo Futsal –     10-Super Patos – 11-Olinda Futsal – 12-Os Brocadores FC. – 13-A.A. Jaguar – 14-Mago Gás Futsal

Módulo Prata:

1-Litoral Norte Futsal – 2-Amigos FC. – 3-Penarol Futsal – 4-Leões d Vila – 5-Sistema Futsal – 6-Casa Amarela Futsal – 7-Gold Black – 8-JW. Atlético de Catende – 9-Azulao FC. – 10-Bayern de Recife – 11-Força Jovem Futsal – 12-Esaj FC

Liga Paraibana de Futsal

Instituída no dia 1º de maio de 2016, a Liga Paraibana tem a frente o Presidente Marcelo Nascimento da Silva “Marcelão”. Seu diferencial e a forma de disputa inovadora neste sistema de ligas, 20 equipes filiadas disputam a Série A, enquanto outros 32  jogam a Série B.

Na Série A serão rebaixadas quatro equipes, por consequência na Série B sobem quatro times. Os dois últimos colocados da competição perdem suas vagas à duas novas equipes.

Atlético Renascer – Dokimos – Santo André – Super 5 – UCD Bananeiras 10eFaixa – Bonança – EPCF Guarabira – Raça Metalúrgica – Salonistas –      ABCDF Santa Rita

Barcelona do Valentina – EC Cabo Branco – Independente de Lagoa de Dentro –              Farias         A Barca – Fúria – PSG de Cruz das Almas – São Paulo Crystal – Unifacisa.

Liga Norte Riograndense de Futsal:

Presidida por Severino Martins de Lima Junior, o ‘Djavan’, a Liga Norte Riograndense de Futsal foi fundada em 13 de maio de 2017 e no ano de sua fundação contou com 19 clubes participantes.

Macau – Manchester / Guamaré – LADEC / Lagos D’Antas – Messias Targino – ABEC / Afonso Bezerra – Mossoró – Pedra Grande – Real Futsal / Carnaubais – ACDF / Felipe Guerra – CADET / Touros – URV / São Gonçalo do Amarante – Cruzeiro / Assu – Rebolado / Fernando Pedrosa –

PAEC / Pedro Avelino – Baixa do Meio – Gaviões / Mulugu – Lajes – ADFN / Nova Cruz – Diogenes / São José Campestre

Liga Gaúcha de Futsal

Com pouco mais de um ano de existência (2017), a LGF (Liga Gaúcha de Futsal), tem Claiton Puls de Almeida na Presidência. Neste ano, 12 equipes disputam o certame: ACBF – Carlos Barbosa; AES – Sobradinho;  AEU – Uruguaianense; ALAF – Lajeado;  América – Tapera;  ASIF – Ibirubá;  ASSOEVA – Venâncio Aires;  Atlântico – Erechim; BGF – Bento Gonçalves;  Guarany – Espumoso; Parobé Futsal – Parobé; SASE – Selbach.

Liga Futsal do Paraná:

Criada em agosto/2017 a LFP tem o empresário Cristiano Bortolon como seu Presidente. A mais jovem Liga do País terá sua primeira competição somente no segundo semestre deste ano e contará com a participação de 16 equipes.

Palavras dos Presidentes:

Cladir João Dariva (LNF – Liga Nacional de Futsal)

“A Liga Nacional de Futsal, LNF, foi criada com o propósito de demonstrar transparência, profissionalismo, melhorias de gestão e atualização do Futsal. As ligas estaduais não são muito diferentes, pois todas CLAMAM por fortalecer e dar suporte ás entidades, inovando e aproximando o público às equipes, proporcionando atividades inerentes ás competições e á modalidade.

Assim, com as ligas estaduais poderemos buscar uma união em prol da modalidade, agindo de uma forma única, objetivando resultados que vão ao encontro dos interesses do Futsal Brasileiro. Desta maneira a Confederação e as Federações poderão caminhar juntas com a LNF e as ligas estaduais respeitando sua características e individualidades”.

Laércio Graça (Liga Paulista)

“Objetivamos o melhor para modalidade, nossos propósitos são desonerar e fortalecer os Clubes, buscar a excelência no organizacional, oferecer recursos tecnológicos, cursos, treinamentos, intercâmbios etc”.

Jefferson Cristiano Grolli (Liga Mato-grossense)

“Acreditamos que a modalidade precisa avançar como um todo, que melhorias e fortalecimento precisam chegar aos clubes levando-se essencialmente sustentabilidade e alternativas para que tenham melhor visibilidade e apoio”.

Jorge Roberto Soares Junior (Liga Catarinense)

“Nosso objetivo é fortalecer o futsal, diminuir custos, oferecer calendário, estrutura organizacional e interagir com público, clubes e demais simpatizantes”.

Franklin Vasconcelos Silva (Liga Pernambucana)

“A Entidade surgiu com visão de inovadora, buscando o desenvolvimento do esporte no Estado e abraçando equipes de menor porte, estruturando competições e organizando-as. Fazendo, assim, com que essas equipes cresçam e se tornem modelo dentro do Estado. Desta forma, a Liga projeta que em 5 anos terá um quantitativo de 40 filiados, gerando por consequência empregos e amplo desenvolvimento no âmbito competitivo e educacional”.

Marcelo Nascimento da Silva (Liga Paraibana)

“Objetivamos filosofia que beneficie o crescimento estrutural, organizacional e tecnológico da modalidade”.

Severino Martins de Lira Junior “Djavan” (Liga Norte Riograndense)

“Temos como objetivo principal resgatar a pratica da modalidade em nosso Estado, organizando e proporcionando baixo custos nas competições, além de buscar qualificação aos profissionais na parte técnica e também na arbitragem”.

Nelson Bavier (Gestor – Liga Gaúcha)

“Acredito que a modalidade tem uma capacidade de desenvolvimento muito grande. Neste sentido estamos unindo forças para que possamos alcançar os patamares desejados”.

Cristiano Bortolon (Liga Paranaense)

“Nossa intenção é objetivar benefícios, fazer competições com maior visibilidade, possibilitando maior crescimento e credibilidade para a modalidade”.

Seg, 26 de Março de 2018, 14:37:00